sexta-feira, janeiro 22, 2010

COM VOCÊ, SEM VOCÊ
à minha esposa Abigail

Sem você, noite triste
Com você, bem querer
Sem você, vida existe
Com você, mais viver

Sem você, grão delírio
Com você, mente sã
Sem você, vão martírio
Com você, fim do afã

Sem você, gela a alma
Com você, corpo ardente
Sem você, não há calma
Com você, paz prudente

Sem você, rubra aurora
Com você, céu luzente
Sem você, o riso chora
Com você, está contente

Sem você, preto-e-branco
Com você, colorido
Sem você, saltimbanco
Com você, comedido

Sem você, Afrodite
Com você, Psiquê
Sem você, sem limite
Com você, sem você.

(Paulo Cruz)

6 comentários:

eloisamarques23 disse...

Extremamente sensível e romântico.Lindo demais.PARABÉNS!

Pastoragente disse...

Graça e paz!
Vim conhecer seu Blog e quero te parabenizar pela bênção que pude ver aqui.
Já estou seguindo.
Venha dar a honra de sua visita no PASTORAGENTE.BLOGSPOT.COM e, se quiser seguí-lo, vai ser uma alegria para mim.
Lá eu exponho da forma mais realista e divertida possível as situações, dúvidas e experiências de uma simples pastora como eu.
Fique na paz e um 2010 abençoado para você e toda sua família.
Abração!!!

Paulo Cruz (PC) disse...

Obrigado, Elô!
Obrigado, pastora!

Saudações e voltem sempre,
PC.

evanir disse...

Hoje pela manhã procurava algo marcante tocante ,e encontrei aqui ,mais só postarei com seu consentimento .Estou no seu aguardo .www.fonte-amor.zip.net
evanir_garcia@hotmail.com.

Alexandra disse...

Oi, Paulo!!!

Amei o poema!

Abração.

Laion Monteiro disse...

Paulo,

Do amor, mais uma voz que o canta.

Sensível.

Abraço, amigo!

Laion